Por Rubens Faria

Aquela hora chegou. Você, ou seu familiar, já não consegue mais executar as atividades de vida diária, como tomar banho e se alimentar, com a mesma eficácia de antes. A caminhada exige muito esforço e apoios e uma ação simples, qual trocar a lâmpada, não é mais possível. Ou é a mente, que pode até ir bem, mas às vezes esquece o gás fica ligado ou toma duas vezes a dose do remédio. Todos esses são sinais que alertam para uma pessoa idosa se tornando dependente de cuidados especiais, um cenário em que, na melhor das hipóteses, todos nós chegaremos um dia.

Diante dessas mudanças, o idoso, ou sua família – no caso de uma pessoa totalmente dependente -, se vê num momento de escolha: ficar em casa ou partir para um residencial para idosos? A necessidade de decidir chega acompanhada de dúvidas e desconfianças, pois é cercada do conceito do que eram os asilos.

Historicamente, os locais especializados em acolher idosos dependentes se chamavam asilos. Eram considerados locais de abandono e internação por causa das visitas restritas, vigilância sanitária deficitária e poucas regras de proteção ao idoso. Contudo, com a mudança de mentalidade das pessoas sobre envelhecimento, com respeito à necessidade de autonomia das pessoas idosas, além da progressão de conhecimento sobre as doenças da velhice, como demências vasculares, Alzheimer e Parkinson, esse conceito evoluiu.

Somada aos pontos supracitados, temos, a partir de 2003, a instauração do Estatuto do Idoso, o qual deu poder às prefeituras, à vigilância sanitária e ao Ministério Público do Idoso, de vigiar constantemente as agora chamadas casas de repouso, ou residencial para idosos.

Mesmo com todo o aparato dos municípios, é importante fazer sua parte na escolha de um residencial, avaliando fatores decisivos para você e sua família. Dito tudo isso, conheça agora os benefícios que os residenciais para idosos trazem para todos os envolvidos!

Segurança e atenção 24h em estrutura qualificada 

Pessoas idosas dependentes de qualquer grau podem precisar de ajuda para se alimentar, levantar da cama ou tomar os remédios corretamente. Em uma casa de repouso, sempre haverá uma equipe capacitada para te ajudar com qualquer coisa! Além disso, os residenciais devem ser 100% adaptados para pessoas com deficiência: camas adaptadas, banheiros e corredores com barras, pisos antiderrapantes e elevadores, o que deixa sua vida mais fácil e independente.

Isso significa mais segurança contra quedas, nutrição adequada e ingestão correta dos medicamentos, além de estar sempre com a higiene em dia, evitando infecções por vírus e bactérias.

Profissionais especializados na residência assistida

Todos os serviços prestados de um residencial devem ser especializados na saúde da pessoa idosa. A equipe de saúde multidisciplinar, inteiramente, precisa ser especializada em geriatria ou gerontologia, a saber:

  • Enfermeira, técnicos e auxiliares de enfermagem;
  • Médico
  • Dentista
  • Nutricionista
  • Fisioterapeuta
  • Fonoaudiólogo 

As terapias diárias também são executadas por pessoas experientes no trabalho com o idoso, como a Terapia Ocupacional, Pet-terapia e musicoterapia. Além disso, todos os serviços anexos, como lavanderia, são sempre contratados levando em conta seu repertório com casas de repouso.

Todos esses elementos compõem um sistema em que todos os processos têm o objetivo de promover a saúde da pessoa idosa, resultando em longevidade, qualidade de vida e saúde mental.

Integração e socialização

Quanto mais o tempo passa para a pessoa idosa, mais ela vai ficando sozinha. Os amigos e familiares da mesma idade vão indo embora, a disposição para fazer novos amigos não é mais a mesma e as condições físicas ou mentais não permitem que o idoso saia para conhecer pessoas novas. Esse conjunto de fatores pode acabar desenvolvendo solidão e depressão.

O ambiente de uma casa de repouso, por outro lado, é dinâmico. Há convívio social entre os residentes, com os funcionários, além de, claro, com os familiares – não só os seus, como de outros idosos. Há também atividades monitoradas que estimulam a socialização e o bem-estar físico e emocional.

E para os familiares, sobra o quê?

Sobra tempo de sobra para curtir plenamente com o familiar idoso!

Muitas vezes, quando a família opta por manter os cuidados à pessoa idosa dentro de casa, todos perdem em termos de qualidade de vida. Esses são alguns exemplos de problemas que vivenciamos no Residencial Aurora quando recebemos um residente que estava sendo cuidado em casa:

  • Direcionamento do cuidado a apenas um familiar: isso gera conflitos e estresse nas relações entre familiares, pois só uma pessoa fica encarregada do cuidado;
  • Estresse na relação entre familiares e idoso: relações familiares são por si só complexas e ricas em sentimentos, dos mais diversos. Quando é adicionada nessa relação a rotina dos cuidados, que também é complexa e cheia de problemas a serem resolvidos, o trato entre o familiar cuidador e o idoso acaba virando outra coisa, pois ou ele esfria para conseguir lidar com essa rotina, ou todo o histórico negativo da relação pode ficar em evidência devido ao estresse;
  • Problemas relacionados a dinheiro e carreira: enquanto o familiar cuidador abdica de toda sua vida profissional para cuidar da pessoa idosa, os outros familiares são obrigados a custear o tempo desse cuidador. O que acontece quando a pessoa idosa se vai? O familiar cuidador se vê sem dinheiro e sem a carreira que ele precisou abandonar há 15, 20 anos, quando o idoso começou a precisar de cuidados 24h.

Lembrando que não são todas as famílias que têm problemas nessa dinâmica, ou que eles apareçam todos juntos. São apenas exemplos que vivenciamos para ilustrar o maior benefício da casa de repouso, que é a qualidade de vida para a pessoa idosa e sua família.

Perceba que, tentando fazer o melhor para a pessoa idosa, essas famílias deixam de lado a parte mais importante da terceira idade, que é curtir um tempo de qualidade ao lado daqueles que se ama.

Conheça o Residencial Aurora

Localizado no coração do bairro do Ipiranga, em um terreno com mais de 1.000 metros cheio de verde e natureza, o Residencial Aurora foi pensado especialmente para suprir as necessidades da pessoa idosa. Oferecemos todos os benefícios que você acabou de ler, com total segurança e qualidade de vida.

Entre em contato conosco para agendar uma visita e descobrir como podemos aumentar sua qualidade de vida!

Deixe uma resposta Cancelar resposta