Edição de Rubens Faria

Não existe idade para viajar, muito menos destinos específicos para cada faixa etária. Mas há opções que geralmente agradam mais pessoas em determinados momentos de vida e estilo do viajante. Nesse sentido, é possível fazer roteiros exclusivos para determinados públicos, aliando descanso à diversão.

Essa é uma oportunidade perfeita para viver novas aventuras, fazer amizades e recarregar as energias antes de voltar à rotina. Porém, para conseguir aproveitar uma viagem gostosa e revitalizante, ter organização no planejamento é essencial para, além de diminuir as preocupações comuns do viajante, garantir ainda mais viagens no ano. O sonho de estar sempre vivendo experiências novas é fácil de realizar, se você se programar.

Já está na expectativa pelas próximas aventuras? Então, confira nossas dicas de roteiro e quais são os seis melhores destinos para pessoas idosas. Aproveite todos os detalhes!

Leve em consideração seus interesses e gostos

Elaborar um roteiro de viagem requer a análise de suas exigências e particularidades. Partir para um destino só porque alguém disse que vale a visita pode ser arriscado. Assim, ao elaborar seu roteiro, leve em consideração, em primeiro lugar, os próprios interesses e gostos. A melhor viagem é aquela que se encaixa no seu perfil. Isso significa avaliar se prefere praia ou montanha, por exemplo.

Ainda, confira quais atividades podem ser feitas na localidade e busque aquelas que ofereçam mais opções do que você gosta de fazer. Se aprecia visitar igrejas ou ambientes religiosos, procure ir a locais tombados ou que sejam referência histórica. Por outro lado, se quiser conhecer mais sobre a cultura e a história de uma região, escolha cidades com vários museus e expedições. Isso aumentará as chances de você sair satisfeito da experiência que vai viver!

Escolha bem o destino

Depois de refletir sobre o que precisa ter em sua viagem, é hora de escolher o destino. Para isso, é preciso avaliar aspectos importantes envolvendo acessibilidade, locomoção e atividades que exijam pouco esforço físico. Portanto, prefira locais de fácil acesso e onde as atrações sejam próximas umas das outras.

Observe se há transporte interno facilitado e se há programas mais leves para aqueles dias em que o cansaço bater. Tudo isso evita o desgaste natural provocado por longas caminhadas, já que o objetivo é poupar energia. 

Analise as características da acomodação

É fundamental analisar as acomodações disponíveis na cidade. Avalie as hospedagens quanto à infraestrutura de lazer e, principalmente, em relação aos quartos. Verifique, por meio de fotos ou comentários de quem já se hospedou naquele local, se a hospedagem oferece as características que você procura, se é limpa, se segue protocolos de segurança contra a COVID-19 e se a equipe é agradável com os hóspedes.

Outros pontos a serem analisados dizem respeito à locomoção e ao acesso aos espaços dentro e fora do hotel ou pousada onde você pretende ficar. Caso haja muitos andares ou longas distâncias a serem percorridas, confira se há elevadores ou carrinhos de transporte.

Por atenderem às exigências características de uma viagem para pessoas idosas, já mencionadas acima, algumas localidades são ideais para essa faixa etária. Conheça algumas das mais indicadas agora.

Poços de Caldas, MG

No verão, as temperaturas são amenas e agradáveis, permitindo passeios tranquilos sem aquela sensação de mormaço típica da estação.

Um dos locais que mais se destaca por sua exuberância é a Serra de São Domingo. A vegetação de Mata Atlântica preservada é um espetáculo à parte por sua beleza e variadas opções de descanso e turismo de aventura. O acesso ao topo da montanha, onde está localizado o Cristo Redentor, pode ser feito de carro, a pé, de bicicleta ou por teleférico, cuja estação está localizada em frente ao Palace Cassino.

E se você não sabe, o Palace Cassino é apenas um dos vários locais de jogos que existiam em Poços de Caldas antes da proibição. Por isso, a cidade foi, por muitas décadas, referência de charme e glamour.

Ainda hoje, conserva muito luxo e conforto em hotéis tradicionalismos cujas construções são dos tempos áureos de sucesso das jogatinas. Nesta época, chefes de estado e celebridades eram atraídos pelas belezas do lugar, seja para se banharem nas águas medicinais das Thermas Antônio Carlos ou se divertirem nas mesas de jogos. Reza a lenda que o truque de beleza da Carmen Miranda eram as águas termais da cidade.

Outra grande atração do local é a fonte de águas sulfurosas, localizada na Praça Dom Pedro II, conhecida como Praça dos Macacos. A água com alto teor de enxofre emana do solo a uma temperatura de 42ºC e apresenta poderes medicinais na cura de inflamações e nos cuidados da pele.

Além da água sulfurosa, em diversos pontos da cidade, é possível acessar fontes de águas minerais próprias para o consumo. Contudo, em algumas delas, é preciso ter cautela, já que apresentam alto grau de radioatividade. Mas fique tranquilo, leia as placas afixadas no local que sinalizam se é própria ou não para uso.

São Roque, SP

São Roque é uma cidade do interior de São Paulo, localizada a cerca de 70 quilômetros da capital. É conhecida como ponto inicial da rota do vinho. Seu clima predominantemente mediterrâneo favorece o crescimento das uvas e, na cidade, foram instaladas vinícolas diversas, que oferecem tours privados, além de almoços e degustações. Quem visita o local no mês de janeiro pode, ainda, colocar a mão na massa e fazer parte da vindima, que é o processo de colheita da uva.

Porém, nem só de vinho vive a cidade. Há outras atrações que merecem uma visita. Por exemplo, já na chegada, você pode admirar e tirar fotos no Portal de entrada. Trata-se de uma construção colorida em estilo europeu onde funciona o Posto de Informação Turística.

E, se quiser observar São Roque de outro ponto de vista, há o Morro do Cruzeiro, onde fica um mirante. É possível acessá-lo percorrendo 550 metros de subida caminhando ou de carro. De lá, você pode apreciar uma bela vista da região central da cidade.

Ainda, se você gosta de programas religiosos, não pode perder a visita à Igreja Matriz de São Roque, construída em 1935 e a maior dedicada ao Santo no Brasil. A bela construção é ornamentada com uma decoração detalhista, com pinturas de artistas plásticos italianos.

Ouro Preto, MG

Ouro Preto é uma das cidades históricas mais importantes de todo o Brasil. Ela está localizada em Minas Gerais, a menos de 100 quilômetros da capital do estado, Belo Horizonte. Ouro Preto foi palco dos movimentos da Inconfidência Mineira e perpetua locais como o Museu da Inconfidência, localizado na Praça Tiradentes.

A cidade tem, ainda, a Igreja de São Francisco de Assis, que apresenta pinturas impressionantes em seu interior. Outros santuários locais incluem a Basílica Menor de Nossa Senhora do Pilar, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos e a Igreja de Nossa Senhora das Mercês e Misericórdia.

Se o espírito for de viagem de aventura, é possível contratar guias de turismo que fazem pequenos tours pelas minas de ouro exploradas durante o período colonial do Brasil, como a Mina de Chico Rei, a Mina du Veloso e a Mina de Ouro da Passagem.

O Museu Casa dos Contos ajuda a retratar parte da exploração do ouro que aconteceu na cidade, em especial, na parte dos impostos abusivos que eram cobrados pela coroa portuguesa. Vale a visita para descobrir um pouco mais sobre a história local.

Caldas Novas, GO

Que tal descansar dentro de uma piscina de águas aquecidas naturalmente? Em Caldas Novas, no estado de Goiás, isso é possível. A cidade é bastante procurada por idosos exatamente por esse motivo.

Ela conta com excelente infraestrutura de hospedagem, formada por resorts de alta qualidade e com o máximo conforto. Além dos espaços desses resorts, os turistas também podem aproveitar o dia no parque aquático ou visitar cachoeiras e piscinas naturais.

Um pouco mais longe das águas quentes, é possível fazer um turismo religioso na cidade e visitar o Santuário Nossa Senhora da Salete. Sua estrutura moderna começou a ser erguida em 1999 e conta com um templo e um altar campal que abriga até 650 romeiros sentados. Trata-se de um destino muito frequentado por religiosos que fazem romaria em setembro para a localidade.

Praia do Gunga, AL

A praia do Gunga, em Alagoas, é um pequeno paraíso longe de aglomerações e cercado de paisagens desertas. Ela se encontra no município de São Miguel, a 30 quilômetros de Maceió.

Envolta por coqueiros ao longo da costa e com águas transparentes, é um cenário de tirar o fôlego. O mar é tranquilo e na maré baixa ele se encontra com a Lagoa do Roteiro. Além disso, a paisagem é composta por falésias coloridas que tornam toda a experiência única.

O local é pouco movimentado nos dias de semana, perfeito para ficar em uma barraca à beira da praia, sob um guarda-sol e comendo variados petiscos e frutos do mar.

No mirante que fica localizado na rodovia você tem uma vista memorável do lugar! Portanto, não poderia estar fora dos melhores destinos nacionais para pessoas idosas.

Itá, SC

Itá é uma cidade de cerca de 6,5 mil habitantes localizada em Santa Catarina. É um destino turístico conhecido por ter sido submerso pelas águas de uma hidrelétrica. Depois disso, foi construída uma nova cidade nas montanhas para abrigar os moradores.

O local tem atualmente diversas atrações aquáticas, com muita procura pelas águas termais.

O complexo Termas de Itá é um parque privado que tem vista para o lago do Rio Uruguai.  São várias piscinas com temperaturas em torno de 35º, além de toda uma estrutura ideal para descanso. Há também piscinas com hidromassagem, cercadas de jardins e palmeiras que conferem singularidade ao local.

Entre os pontos turísticos, estão antigas igrejas submersas, como as torres da Igreja Matriz, que possuem iluminação especial no período noturno. Outro ponto que vale a pena conhecer é o Eco Parque, para quem quer encontrar a diversidade da fauna e da flora da Mata Atlântica.

Há passagens sobre vales e córregos e, na Prainha de Itá, próximo ao Eco Parque, é possível desfrutar de lazer com tranquilidade, inclusive com passeios de escuna. No caso da Barragem da Hidrelétrica de Itá, os mirantes têm vista para o rio Uruguai, em frente à barragem.

Deixe uma resposta Cancelar resposta